14/12/12

Opinião Os Filhos da Droga - Christiane F.

Os filhos da Droga

Autor: Christiane F
Editora: Editorial Bizâncio

Sinopse: Este testemunho impressionante tem tido um impacto imenso por todo o mundo desde que foi publicado pela primeira vez. O relato desta adolescente sensível e inteligente, que menos de dois anos após ter fumado o seu primeiro «charro» se prostitui depois das aulas para pagar a sua dose diária de heroína, e o pungente testemunho da sua mãe fazem de Os Filhos da Droga um livro sem paralelo. Estas páginas ensinam-nos muito, não apenas sobre a droga e o desespero, mas também sobre a deterioração do mundo de hoje.

Opinião: Este livro foi-me disponibilizado pela Editorial Bizâncio para review. Pedi este livro porque achei o tema apelativo, ainda mais pelo facto de se tratar de uma história verídica. Devo confessar que este livro deixou-me ''agarrada'' no sentido bom da palavra. Eu não o conseguia parar de ler. Simplesmente estava embrenhada na história e nas aflições de Christiane de tal maneira que às vezes dava por mim a pensar, mesmo quando não lia, na história dela.
Confesso que a história me chocou. O modo como Christiane estava sempre a enterrar-se na droga, mesmo com todos os pensamentos e vontades de a deixar levavam-me a profundo irritação apesar de ter plena noção que, no mundo da droga, isso acontece muito pela dificuldade que é realmente largar a droga. Também fiquei chocada por comparar-me a Christiane e pensar que, com os meus doze anos, eu ainda era uma criança inocente, enquanto que ela teve, no fundo, que crescer sozinha e, sem orientação, não escolheu os melhores caminhos. Penso que se ela tivesse uma família como a minha poderia ter tido uma adolescência mais calma. A maneira como ela em menos de um ano vai de um simples charro para a heroína deixou-me arrepiada.
O amor entre Christiane e Detlef é estranho e ao mesmo tempo querido. Ás vezes só me irritava porque Christiane voltava sempre para a droga cada vez que se encontrava com ele mas de resto considero que foi uma das partes queridas do livro.
O tema prostituição arrepia-me tanto como a droga. Como é que alguém é capaz de se sujeitar a tal coisa? Entendo que, quando se precisa de dinheiro para alimentar um vicio com a heroína  não parece haver meias medidas, mas a prostituição é tão arrepiante. Basicamente acho que, ao fazer isso, um pedaço da pessoa se destrói e nunca mais consegue recuperar, por mais que se tente esquecer. Acho que o livro aborda bem esta parte do problema que é a toxicodependência.
O facto de o livro se passar em Berlim agradou-me porque adoro descobrir novas cidades através dos meus livros. 
Como já devem ter percebido, eu adorei o livro e recomendo a todas as pessoas que têm curiosidade sobre o tema ou que, apesar de não terem, querem ler um livro intenso e cheio de emoção. Enfim, mais um vez, leiam que é um leitura fantástica...

Gostava que fizessem um filme sobre este livro...seria no mínimo interessante... :)

Sobre o Os Filhos da Droga é tudo :) 
Continuem a ler que eu também já passei para o próximo.
Até depois, queridos :)

3 comentários:

  1. Juliana, compra o disco externo, que eu passo-te o filme xD

    ResponderEliminar
  2. Olá :)

    Deixei-te um selinho em http://paginas-encadernadas.blogspot.pt/2012/12/selo-campanha-de-incentivo-leitura.html

    beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Já existe um filme baseado neste livro! :)

    ResponderEliminar